Ajustes no Minha Casa Minha Vida devem ser discutidos ainda neste mês de janeiro

By Macodesc | Inicial | Postado às 17:40
A meta é maior do que as 2,75 milhões contratadas entre 2011 e 2014

 

Empresários do setor da construção e a nova equipe econômica do governo federal devem se reunir ainda neste mês de janeiro para discutir o Minha Casa, Minha Vida 3.

Segundo matéria veiculada nesta segunda-feira, dia 5 de janeiro, na Agência Estado, embora o Planalto tenha anunciado o intuito de expandir o programa habitacional nos próximos anos, seus parâmetros operacionais ainda não foram definidos, situação que diminui a previsibilidade das incorporadoras para planejar investimentos.

Em seu discurso de posse, no último dia 1º de janeiro, a presidente Dilma Rousseff reafirmou a promessa feita durante a campanha eleitoral de contratar 3 milhões de moradias entre 2015 e 2018, durante a terceira etapa do programa.

A meta é maior do que as 2,75 milhões contratadas entre 2011 e 2014, e foi considerada positiva pelos representantes do setor. "O que está faltando é o timing de definição das regras", diz o presidente da CBIC, José Carlos Martins.

Dentre os ajustes em discussão desde o ano passado, a matéria destaca que os empresários dão como praticamente certa a criação de uma nova faixa para atender beneficiários do programa que passaram da faixa 1 (para famílias com renda mensal de até R$ 1,6 mil) para a faixa 2 (entre R$ 1,6 mil e R$ 3,2 mil).

Com informações da Agência Estado.

Fonte: CBIC - www.cbic.org.br

Data da publicação: 05/01/2015

© 2016 MACODESC Construtora e Incorporadora. All Rights Reserved - Design by Tatticas - Desenvolvido por DBlinks