Os detalhes estruturais que enriquecem o ambiente

By Macodesc | Material de construção | Postado às 14:43

Foto: Divulgação/atelierevestimentos.com.br

Escolher o piso certo para a sua obra pode ser motivo de muitas dúvidas, especialmente quando se trata do lugar onde você vai morar. O mercado oferece grande variedade de produtos, sendo as cerâmicas os mais consumidos. Os também chamados pisos frios se apresentam de diversas formas e tamanhos, com preços que também variam bastante.

Para facilitar esse momento para você, destacamos os cinco tipos de pisos mais utilizados e suas características, como dimensões, cores e texturas.

#1. Porcelanato

A produção do porcelanato utiliza matérias-primas nobres além da base de argila. Após a queima, surge um material vitrificado, compacto e ultra resistente à absorção de água. Como este produto suporta bem a variação térmica, é comum também o seu uso em bancadas de cozinhas com alta durabilidade. Os tratamentos aplicados ao material o credenciam ao uso, também, em áreas de grande tráfego de pessoas, como supermercados e shoppings por sua alta durabilidade.

#2. Cerâmica

A diferença básica entre o porcelanato e a cerâmica, em se tratando de pisos e revestimentos, reside nas etapas de fabricação dos produtos. Desde o século 16 o Brasil já conhece as cerâmicas, pois vieram pra cá com os colonizadores portugueses. Naquela época, as cerâmicas eram produzidas artesanalmente, bem diferente dos tempos atuais que concentram grande número de fábricas especializadas neste tipo de piso. Após o processo de produção que também utiliza altas temperaturas – mais de mil graus – a cerâmica, que tem alta concentração de argila, as placas são tratadas ou não, podendo receber elementos decorativos. Sua aplicação é indicada para uma grande variedade de fins, sendo predominante o uso em casas e apartamentos.

#3. Cimento queimado

Muito usado em casas simples no meio rural, o cimento queimado cada vez mais conquista o mercado e é visto em lojas sofisticadas em grandes shoppings, em apartamentos, galpões e empresas. Esta opção de acabamento se caracteriza por não apresentar rejuntes como nas placas de porcelanato e cerâmica, e pode receber cores diversas e muita criatividade na hora da sua composição. Trata-se de um piso feito basicamente com cimento, areia e água, que aplicado num contrapiso áspero, de concreto. A aspereza garante a aderência.

Ao contrário do que se imagina, não é usado nenhum processo de queima neste tipo de revestimento. Nesse caso, queimar é tão somente jogar pó de cimento seco sobre a mistura ainda úmida e ir alisando com uma desempenadeira de aço. Acabamento simples, barato, bonito e deve ser feito por pessoa especializada para evitar surpresas.

Sua aplicação não recomendada para quartos que podem ficar muito frios, tampouco para boxes de banheiros, haja vista a possibilidade de a mistura reagir quimicamente com produtos abrasivos como xampus, cremes etc.

#4. Laminado vinílico

Versátil, o piso vinílico é indicado para obras novas ou reformas. É muito fino e pode ser aplicado diretamente em cima de outro piso, em modelo clicado (encaixado) ou colado. É antialérgico, extremamente durável e utilizado em áreas de alto tráfego. O vinil se destaca por seu caráter sustentável, haja vista que sua fabricação prioriza a reciclagem de materiais. A versatilidade também passa pelas diferentes cores e espessuras, e por conta da facilidade de limpeza que dispensa o uso de produtos especiais, bastando um pano úmido para remover manchas e resíduos. O preço também é bastante convidativo e a Macodesc Materiais de Construção oferece grande variedade deste produto. Aproveite!

#5. Laminado de madeira

O piso de madeira em laminação é uma solução muito usada atualmente, seja pela facilidade de limpeza e manutenção ou por seu caráter aconchegante. As famílias que têm crianças pequenas gostam especialmente deste tipo de revestimento pela segurança, seja em casos de quedas ou mesmo pela temperatura que permite andar descalço. A aplicação é simples, sobre contrapiso e até mesmo sobre piso de cerâmica. A durabilidade também é boa, desde que não haja infiltrações que possam prejudicar o produto que pode ficar empenado – mesmo que madeira tenha garantia de tratamento contra água.

© 2016 MACODESC Construtora e Incorporadora. All Rights Reserved - Design by Tatticas - Desenvolvido por DBlinks